Blog

Ideias

Pense duas vezes antes de jogar dados no lixo

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

 

Material de uma promoção realizada pela sua empresa meses ou mesmo anos atrás. Formulários preenchidos por clientes para uma ação ou processo específico, já concluído há tempos. Relatórios gerados automaticamente por ferramentas online que insistem em congestionar a caixa de entrada do seu e-mail. Puro lixo? Cuidado! Você pode estar prestes a despejar irreversivelmente conteúdos preciosos para o seu negócio.

 

É esse o alerta feito por uma reportagem da revista norte-americana Fast Company intitulada “Seus dados da lixeira são uma mina de ouro” e publicada em agosto último. De acordo com a matéria, “um dos aspectos menos compreendidos do que se pode fazer com estoques maciços de dados é a capacidade de usar aqueles que tradicionalmente teriam sido negligenciados ou, em alguns casos, considerados lixo mesmo. Esta nova categoria de dados é conhecida como dados ‘exauridos’ — gerados como subproduto de algum outro processo.”

 

A revista mostra que essas informações acumuladas, por vezes deixadas de lado até serem deletadas, têm sido úteis para gerar novas perspectivas e insights. Isso se aplica principalmente a dados relacionados às variáveis de espaço e tempo. Ou seja, informações obtidas a partir de geolocalização e séries temporais. Também foram listados os tipos de informação mais promissores daqui em diante. Elas estão relacionadas a:

 

  • percursos mais realizados por pedestres;
  • gastos de consumidores;
  • imagens de satélite;
  • biometria;
  • prazos de entrega do e-commerce;
  • uso de novas tecnologias;
  • grau de satisfação de funcionários.

 

A relação foi elaborada por Paul Xavier McCarthy, CEO e cofundador da League of Scholars, voltada para análise de dados.

 


Tags: - -