Blog

Valores

#Redata30Anos: mais do que clientes, parceiros

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

 

Dando continuidade aos posts comemorativos pelas três décadas que a Redata completa neste mês de setembro, tratamos hoje da nossa relação com nossos clientes.

 

A gama de clientes da Redata vem variando nos mais diversos sentidos ao longo desses 30 anos.

 

Varia no campo de atuação, porque abrange a indústria cosmética, farmacêutica, agrícola, de alimentos e bebidas, instituições acadêmicas, financeiras, editoras, emissoras de televisão e muitos outros ramos de atividade.

 

Varia no tamanho, porque atendemos desde pequenos negócios a gigantes de múltiplos setores, muitas vezes com atuação (e acervo) internacional — além das médias empresas, que precisam pôr informações em ordem inclusive para se expandirem.

 

E, claro, varia nas necessidades. Cada organização tem sua identidade, seu DNA, sua missão, sua cultura e suas demandas. Nem o porte de uma pessoa jurídica nem a natureza dos produtos ou serviços que oferece determinam, sozinhos, a maneira como seu fluxo de informação deve ser gerido.

 

Isso é detectado a partir de uma análise acurada da quantidade e da qualidade dos documentos que surgem, passam e ficam em determinada empresa. Exige certo tempo, dedicação total e, no nosso caso, a expertise de quem está no mercado há três décadas ajudando corporações a potencializarem seus recursos, aprimorarem suas tomadas de decisão, reduzirem custos e se prepararem para exigências legais e de agências reguladoras, por exemplo.

 

Quando recebemos feedbacks de clientes, um ponto fortemente destacado é a confiança. Lidar com acervos corporativos significa preservar o sigilo de informações estratégicas e estar pronto para disponibilizá-las na hora certa para as pessoas certas.

 

A Redata, além disso, reconhece erros, assume riscos, enxuga gastos e adota a chamada “mentalidade de dono”. Segundo esse princípio, os interesses de um cliente são também os nossos interesses, o que torna frequente que detectemos um problema que passava despercebido no cotidiano, ou que elevemos um negócio a um patamar de competitividade que antes nem era cogitado. No fim das contas, somos, acima de tudo, parceiros.

 

Essa atitude diante dos desafios que superamos todos os dias nos dão a certeza de que estes 30 anos são apenas o começo de uma longa história. Por isso também nos ocupamos em planejar o futuro — tema do nosso terceiro e último post especial pelo aniversário da Redata, a ser publicado na semana que vem.

 


Tags: - - - -